Fale um pouco sobre você. Nome, idade, atividade atual, onde mora. Como e por que começou a fazer o que faz hoje.

Edwiges Parra, 45 anos, psicóloga, colunista, empreendedora e professora. Moro na amada cidade de SP. 15 anos trabalhados no mundo corporativo, sendo profissional de Recursos Humanos. Não fui trabalhar nesta área por vocação, mas sim pela oportunidade de crescimento de carreira e financeiro. Desde 2007 eu já começava a pensar na minha perenidade nesta área, mas foi em 2014 devido a um problema de doença familiar que precisei parar de trabalhar para cuidar da minha irmã. Após um ano, ou seja, em 2015 pensei se voltaria ou se aproveitaria esse momento para me dedicar, me dá tempo de tudo e reescrever uma nova história para mim. O tal ano sabático que não foi flores, mas essencial e maravilhoso. Me joguei no mundo das artes, fiz aulas de ballet, jazz, sapateado, me apresentei em espetáculos de fim de ano, fiz curso de história da arte etc. Todo esse processo foi enriquecedor. Voltei a estudar a Psicologia Clínica, fiz formação em linha de abordagem, fiz cursos e em em sete anos montei meu consultório, fiz um evento sobre saúde mental, montei minha empresa de desenvolvimento e bem-estar mental, fui chamada para ser professora convidada em uma grande instituição de ensino. Daí veio o convite para ser colunista em 2020 para uma revista importante no segmento de empresas na seção de Psicologia Organizacional e Saúde Mental no Trabalho e por fim a grata oportunidade de ser colaboradora para essa maravilhosa plataforma Inconformidades. E vem mais coisas por aí para 2022.

Gosta do que faz?

AMO

Pretende mudar de carreira?

ME ENCONTREI, acho que agora só acumulo CARREIRAS daqui pra frente.

Resolveu mudar de carreira por causa da pandemia ou já estava se preparando para esse movimento?

NÃO! Já havia iniciado essa transição.

Acredita que somos mais felizes agora, na maturidade?

Eu me vejo hoje mais realizada e mais feliz comigo mesmo.

Edwiges Parra

Chegou onde pretendia, financeiramente – ou mesmo em termos de relacionamentos – onde imaginou?

Estou no caminho, falta pouco, mas me sinto satisfeita com o retorno financeiro. Faz um planejamento financeiro para o futuro? Sim, é preciso. Quero continuar produzindo e trabalhando, mas sem a preocupação de hoje em garantir uma reserva. Ou deixa nas “mãos de Deus”? De jeito, nenhum. Deus, já nos deu a condição de nos virar “sozinhos”, não reconhecer isso é desconsiderar sua obra.

O que mais incomoda nos 50 anos?

Ainda não cheguei aos 50, faltam cinco anos. Quero muito chegar. Envelhecer, sob o aspecto físico, é uma questão? Ou não? A minha preocupação está voltada em garantir autonomia para realizar as atividades diárias sem depender das pessoas para o trivial do dia a dia. Ter cabeça boa e quero me ver produzindo até os 80 ou mais. Quero poder correr maratonas e viajar muito. Claro que tenho vaidades, mas procuro não brigar com o meu espelho e sim ter saúde e me ver bem. É um mantra para mim.

Como lida com a beleza?

Acredito que bem e dentro da medida. Procuro não ficar encanando muito, não é fácil. Porém, gosto de me sentir saudável.

Faz algum procedimento estético?

Nunca fiz, confesso que receio de erros.

Faz alguma dieta especial?

Não consumo glúten, lactose, frituras, açúcar refinado, carne vermelha e álcool somente uma tacinha de vinho branco ou aperol (adoro) um dia no final de semana. Tenho restrição alimentar, por conta de intolerância, má digestão e questões inflamatórias.

Atividade física?

Sim, corro cinco vezes na semana em média 45 km/semana e fortalecimento muscular todos os dias.

Quando você pensa em saúde aos 50 anos, o que mais te preocupa?

Adquirir alguma comorbidade, doença que prejudique minha autonomia, no ir e vir, trabalhar e praticar exercícios.

Tem uma rotina de “sanidade”? Hábitos quando acorda, quando dorme?

Sim, acordo todo dia às 4h40, tomo meu shot de limão com suplementos, alongo, faço devocional da manhã (oro), tomo meu coffe (pré-treino), medito por 15 min e saio para o treino de corrida e/ou fortalecimento. Tomo café com a família (é religioso isso) e às 9h estou pronta para os atendimentos no meu consultório. Minha última refeição do dia geralmente é às 18h, às 20h tomo os suplementos da noite e às 21h45 estou indo dormir com exceção das sextas-feiras que durmo mais tarde, por exemplo, às 23h.

Quais são seus luxos? Roupas? Massagem? Terapia? Tem alguma coisa que deixa o seu “dia a dia” mais leve? Alguma “ilha de paz” quando enlouquece dentro de casa?

Corrida me deixa mais leve. E meu quarto é minha ilha de paz. Mas tem a vaidade rsrs. Gosto de boas marcas tanto em perfumes como Chanel, CH, Montblanc. Há 10 anos só uso desodorante rollon da Lancôme, já tentei mudar, mas não consigo. Cremes para corpo e pés da Eucerin, no rosto gosto muito da ISDIN, Lancôme, Mantecorp etc. Massagem, adoro Shiatsu, acupuntura e fisioterapia por conta da corrida. Faço terapia (psicoterapia) e meditação. Roupas, gosto muito de sport fashion, alfaiataria e também um estilo minimalista. Marcas, gosto muito de Carol Bassi, RCO, Maria Filó…

O que te mantém nos eixos?

Saber que todos que amo estão com saúde, orar, meditar, minha família e meu trabalho. Ahhh e a corrida rsrs.

Ainda tem algumas fantasias? Se sim, quais? Vale qualquer uma…

Tenho… rsrs Amar meu marido em vários lugares lindos pelo mundo. Sou reservada, já deu para perceber né… rsrs . Aquela resposta como uma boa “saída à francesa”.

O que te faz feliz hoje?

TER SAÚDE!!

Quem te inspira?

Vixe… Tirando minha mãe e meu marido, mulheres como: Gabriela Andersen-Schiess (Los Angeles 84), Madre Teresa de Calcutá, Jordan B. Perterson, Dr. Wendy Suzuki (neurocientista), os colunistas do Inconformidades, Iyanla Vanzant, Angela Merkel, entre outros.

Como se imagina aos 70 anos?

Ativa, trabalhando, viajando, correndo e vaidosa.

0 Shares:
1 comentário
  1. Me desculpem mas se eu acordar às 4:40 da manhã , não consumir glúten nem lactose acho que sou capaz de matar as pessoas ! Não funciono bem de manhã sou igual aos antigos carros à álcool que demoravam para pegar ! Em compensação sou capaz de fazer uma boa limpeza e organização de noite até à madrugada ! E não sou das que dormem até meio dia não ! Acordo e levanto no máximo até 8 da manhã !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar:
Elã
Saiba Mais

Muito Elã em 2022!

Uma respiração simples e gratuita, mas que traz muito Elã para 2022: faz fluir energia vital e melhora rendimento físico e intelectual.
Cringe
Saiba Mais

Sou Cringe, e daí?

A pergunta que não quer calar: você que nasceu antes do ano 2000, se considera um Cringe? Comente sua resposta ou fica para uma reflexão...