A vida nos confunde tanto, de tantas formas que nem percebemos que, lentamente, vamos endurecendo, adoecendo, ficando míopes, distanciando do que é verdadeiramente benéfico para nós. Hoje, assistimos um entorno de frivolidades, ganância e essa volatilidade das coisas, das relações e de valores que vai embassando tudo. E aí a necessidade de achar o foco novamente, de reacessar o lado bom de cada um, já que pelo que me parece, todos nós temos os dois lados, não é mesmo?

Ser um ser humano não é nada fácil! A frase “seja você mesma, mas não seja sempre a mesma” suscinta reflexão, mas me simpatizo com ela, sou daquela leva da população que acredita que todos nós nascemos maravilhosos e que vamos nos perdendo ao longo da própria vida. Ser melhor a cada dia, inclusive para nós mesmos exige um grande esforço.

Então, nos resta ir em busca de relaxamento, de tentar nos autocurar, afinal, cada um funciona de um jeito. Para mim, tomar vinho com amigos, escrever, trabalhar, namorar, rir de tombos engraçados, rir dos meus parentes e de mim mesma, fazer a minha terapia diária com Deus, música, exercício, livro, filmes e séries, enfim, tirando esse basicão manjado estou me arriscando na yoga, confesso que estou adorando, sinto várias coisinhas interessantes, entre elas um verdadeiro bem-estar.

Falando um pouco mais sobre isso.
Yoga – Aproveitei que na plataforma de exercícios online que já faço tem várias yogas e, assim, estendi o tapetinho. Como todo iniciante foi aquela loucura do desequilíbrio, cai, vai de novo, já na flexibilidade vou melhor e deliro com as torções, o que me fez insistir na prática.

Quando termino me sinto grata, renovada, percebo o sangue circular mais rápido, tudo certo, quando do nada… Começou uma tonteira, cabeça girando, preocupei. Pensei… Pensei e cheguei a conclusão de que poderia ser as posturas com a cabeça para baixo da yoga.

Affffff, puta merda, não posso nem plantar uma bananeira em paz? Sem ter uma labirintite? rsrsrsr Que saco! Aaah não, estou muito nova pra ser velha, não vou aceitar isso, não vou desistir, vou evitar um pouco a pose do cachorro olhando pra baixo “adho mukha”, procurar um neurologista e continuar com a yoga, porque está me fazendo um bem enorme.

Banho quente – Gente, que delícia um banho né? Não pode ser demorado (hello, crise hídrica), mas tem que ser quente. Aaaaah nesse frio, não tem nada melhor, adoro aquele vapor, a água quente tirando a friagem do corpo, nossa… Isso funciona muito pra mim.

Tenho sabonete pro rosto, pro corpo, pra genitália, vários xampus e óleos, levo o banho a sério. E nesse inverno, em busca de um banho mais quentinho, eu me mudei junto com os produtos para o banheiro dos meus filhos.

Depois de um mês, aproximadamente, voltei para o meu banheiro e percebi que o meu marido, que continuou usando o mesmo banheiro, estava há dias, lavando-se com o sabonete íntimo de regular pH vaginal, oi? Como assim? Perguntei, Narciso porque você não pegou um sabonete comum? No que ele me respondeu: Pra quê? Tô adorando esse, está sendo ótimo pra minha barba. kkkkkkkk Então, tá? Fica a dica para mais um uso do sabonete da @lesaboniere.

Céu – Outra coisa é olhar esse azul, como adoro isso, o céu de Minas Gerais é um espetáculo, olho todos os dias… Tragando essas cores e luzes para dentro de mim. No entardecer, quando mescla o azul e o alaranjado meio rosáceo é muito maravilhoso, a mim faz um bem enorme. Acredito que Guimarães Rosa ao dizer que, “ser mineiro não é apenas uma questão geográfica, é antes, um estado de espírito”, estava olhando para o céu.

De onde vocês estiverem tentem isso, vamos ficar mais contemplativos das coisas bonitas, do mar, da natureza, consumir mais a felicidade e menos o medo, vamos sair um pouco dessa piração das telas, das cenas pesadas e das coisas ruins. Vamos nos lembrar que os bons são a maioria, afinal estamos todos precisando, né?!

As propagandas da Coca-cola sempre têm mensagem lindas, essa é de 2011, mas como disse Cristiano Ronaldo: “água”.

1 Shares:
6 comentários
  1. É muito interessante quando vc se depara com um texto que vc se vê nele, se emociona e rir ao mesmo tempo!
    Obrigada Georgia, ler seu texto me fez um bem danado!!! Ate o próximO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar: