A minha viagem mais marcante aconteceu quando eu tinha 4 anos.

No começo dos anos 70, eu deixava a Suíça com os meus pais e iria descobrir um mundo que nem imaginava. Fomos transferidos para o Brasil pela empresa em que meu pai trabalhava, saindo de um vilarejo suíço com 7000 habitantes para morar na metrópole de São Paulo.

 

Um divisor de águas, deixando pra trás o nosso mundo conhecido com rumo ao desconhecido. 

Aos 6 anos ganhei o meu primeiro LP, disco do Jair Rodrigues chamado “Orgulho de um sambista” que guardo até hoje com muito carinho. Fiquei encantado com aquele ritmo e voz do novo mundo. Descobri a alegria latina que contrastava fortemente com a seriedade suíça.

Na minha cabeça, começaram a existir dois mundos. Ser bilíngue me possibilitava ter duas leituras diversas e quase simultâneas sobre alguns assuntos e situações. Percebi que não era possível traduzir uma piada com palavras de duplo sentido. Existe uma barreira de comunicação e alguém poderia não rir.

Trabalho há mais de 30 anos com turismo, e tive oportunidade de viajar muito pelo Brasil e pelo mundo. Conheci lugares e pessoas incríveis, e gosto de levar na minha bagagem algo que descobri, seja a sensação que tive diante de uma paisagem única ou a amizade com um guia local. O luxo nem sempre é o hotel onde você fica; pode ser um lugar remoto ou uma experiência única. 

Gosto de passar essa ideia para os meus clientes durante o planejamento de uma viagem.

Adorei ser convidado para escrever neste espaço, para falar sobre viagens saindo um pouco do lugar comum.

#pleased to meet you 

2 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar:
Saiba Mais

Muito prazer, sou a Dani

Moro em Curitiba, tenho 49 anos, trabalho como Formadora Pedagógica em Educação Infantil, casada, dois filhos adolescentes e…