…Mas não é fim do caminho para as mulheres maduras que transam com homens mais velhos. Pau mole? Brochante? Kekéisso, minha senhora, que falta de modos.

Veja pelo lado bom. Mulheres maduras nem sempre querem sexo selvagem, grudadas na parede tipo lagartixas. Nós, me coloco sempre em primeira pessoa, queremos afeto. Não necessariamente dormir de conchinha mas queremos mais intimidade do que sacanagem.

Aqui no Rio participo de um grupo de zap que trata só de vida sexual. Menina, tudo tão moderno. Eu, já quase sessentona, tento acompanhar as novidades meio aos trancos e barrancos.

Você usa plug anal? Enfiar no fiofó um artefato erótico que incita o ato de enrabar? Calcinhas tailandesas com pérolas estimuladoras? E transar com novas técnicas de Shibari, método japonês de imobilização sado masô, tipo que transforma o seu corpo numa caixa de Sedex fechada com fita crepe? Você parece uma mercadoria mas deixa para lá.

E comecei a assistir “Verdades Secretas 2”. Mesmo gostando de um homem mais velho quero aquele Rodrigo Estrela. Que constelação… E voltando às novidades. Elas não param. Está na moda mood roots.

Levei um susto, sou sincera quando vi que a atriz Gwyneth Paltrow lançou uma vela de ambiente que tem o cheiro de vagina? Arg… Tô sendo misógina mesmo sendo mulher? Ou tacanha? Ou será que encaretei?

Mas juro que fiquei curiosa em comprar. Ia querer chamar meus amigos homens para um jantarzinho regado a muito vinho e lotar a casa com essas velas. O que aconteceria? Será que daria tesão? Onda? Ia virar uma orgia? Vai entender.

Nesse mundo pandêmico de máscaras e álcool 70 suores, odores e fluidos soam escatológicos. Mas não é que está in a vibe mais nua e crua? Eu estou na menopausa.

Como influencer madura chega na minha casa em Ipanema um monte de recebidos diferentes. Mousse para estimular colágeno da pepeca 50+, spray para o ânus com aloe vera, creme para os lábios vaginais com feromônios, o cheiro que atrai o sexo e nessa estaremos sempre muito estarrecidos com as novidades do mundo dos cosméticos anti-climatério.

É bebê, o mundo mudou. Está mudando. Muda tudo a todo momento. E agora, vacinados – muitos maduros já com a terceira dose, caminhando para o novo normal, há o consumo de manada e dizem, rumamos para uma libertinagem geral.

O carnaval 2022 vai ser uma farra. Vamos ter muito beijo na boca, sexo casual e nessa, fico eu pensando no aumento da Aids no público ageless. Gente que não se acostumou a usar camisinha pois tinham casamentos longevos ou relacionamentos duradouros e que agora, mandam ver, barbarizando nas camas alheias sem a proteção necessária.

Então povo que me lê, se já, já lançarem aromatizadores de ambiente com cheiro de esperma ou cecê, não se espantem: é o corpo dando as cartas.

24 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar:
Prataria
Saiba Mais

Prataria

Foi a transição dos cabelos e pentelhos brancos que me levaram a essa reflexão. Sou uma mulher grisalha mas com muita lenha pra queimar.
Leila
Saiba Mais

Leila

Em uma aparição surpresa nesse site, vamos acompanhar um dia normal na vida de Leila. Seria esposa ou prostituta? E quem pode a condenar?