Foi há muito tempo atrás. Eu era recém casada e cada vez mais me afundava em livros de receitas. A paixão pela culinária me acompanha desde menina e ter a minha cozinha, minha casa me inspirou mais ainda. A receita de couscous marroquino que trouxe hoje já fez muito sucesso com amigos, se tornou uma marca registrada minha. Adoro receber com mesas coloridas e muitos sabores do mundo inteiro.

O couscous marroquino é um prato berbere originário do Magrebe, Tunísia, Algeria e Marrocos. Ele não é um grão e sim uma mini “pasta” feita de semolina e farinha de trigo integral. Este prato tradicional ganhou o mundo pela sua facilidade de preparo e flexibilidade, pode ser hidratado com os mais diversos caldos. Pode ser vegetariano, com frango, com cordeiro como é muito utilizado no Norte da África.

Super rápido de preparar ele pode ser servido como prato principal ou como um acompanhamento.

Vocês devem estar se perguntando, será que a Renata vai dar a receita do couscous marroquino? Sim! A receita original e, em breve, uma versão renovada deste prato que vai virar sucesso na sua casa. Uma sinfonia de especiarias, para despertar seu paladar e ficar marcado na lembrança.

Dedico esta receita a Claudia Arruga, uma das fundadoras do Inconformidades e que adotou esta receita nos Natais na família.

Couscous marroquino

1 caixa de couscous
½ kg de frango cozido e desfiado
1 cebola picadinha
1 cenoura cozida picadinha
2 tomates picadinhos
1 batata doce cozida picadinha
1 abobrinha picadinha
1 xícara de grão de bico cozido
1 colher de chá de canela em pó
½ colher de chá de noz moscada
1 colher de chá gengibre em pó
1 colher de chá de curry em pó
1 colher de sopa de hortelã picada
1 colher de sopa de coentro picado
1 xícara de amêndoas lascadas e torradas
1 colher de sopa de manteiga
1 colher de sopa de azeite
1 litro de água
sal
pimenta do reino
verduras para colocar em volta (gosto mais de rúcula)

Refogar a cebola em uma colher de sopa de azeite, acrescentar o frango e depois 1 litro de água. Em seguida adicionar a cenoura e a batata doce. Esperar 10 minutos. Acrescentar os tomates, a abobrinha. Deixar cozinhar 5 minutos. Acrescentar o grão de bico já cozido, a canela, a noz moscada, o curry e o gengibre. Deixar ferver até tomar gosto (+/- 10 minutos). Acertar o sal e a pimenta. Caso tenha abaixado muito, adicionar mais ½ litro de água, e reacertar os temperos.

Separar meio litro do caldo e deixar ferver. Desligar e adicionar a caixa de couscous. Mexer até o caldo ser absorvido. Tampar a panela deixando uma fresta e deixar por +/- 10 minutos. Mexer novamente com um garfo, misturando a manteiga. Adicionar uma parte do cozido (sem caldo preferencialmente). Adicionar o coentro e a hortelã misturando de novo. Ao montar o prato cobrir com as amêndoas lascadas e colocar a rúcula em volta.

Servir o restante do caldo a parte.

P.S. Para cozinhar o grão de bico, deixe de molho por 12 horas em água filtrada, escorra e cozinhe na panela de pressão por 8 minutos depois de pegar pressão. Escorra e reserve para usar.

1 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar: