Se você se interessa por skincare e gosta de se manter informada sobre o assunto, já deve ter notado que os produtos à base vitamina C estão vivendo um boom. Novos séruns, loções, essências e fluidos são lançados em ritmo acelerado e marcas diversas – nacionais e importadas, caras, médias e baratas – andam apostando no ativo ao criar seus cosméticos. Mas será que todo mundo se beneficia ao incluí-la na rotina de cuidados? E, mais: na pele madura, que tem questões bem específicas em relação a falta de viço, rugas, perda de volume e flacidez, qual é o seu poder real de ação?

Antes de responder a essa pergunta, deixa eu explicar como a vitamina C atua. Muito se fala sobre sua capacidade de uniformizar o tom, de trazer luminosidade e até de estimular a síntese de colágeno (e, com isso, minimizar linhas e trazer um pouco mais de firmeza). Esse tipo de resposta realmente ocorre, mas em grau bastante variado.

Se  há muitas manchas, a flacidez se encontra em um estágio avançado e os vincos estão acentuados, os resultados são bem mais limitados – e, nesses casos, os dermatologistas recomendam apostar em ácidos de ação mais intensa, como o glicólico e o retinóico. O maior benefício que a vitamina C traz é, na verdade, intangível a curto prazo.

Por ser um antioxidante potente, ela freia vários processos nocivos, como os danos provocados pelo sol ou pela poluição. E, com isso, ajuda a preservar a qualidade da pele e a retardar o surgimento de todos aqueles sinais que citei no começo do post.

Para as mais jovens, a vantagem de usá-la é meio óbvia: trata-se de uma ótima aliada na prevenção. Mas isso não significa que não tenha utilidade para quem já passou dos 40. Também nesse momento ela tem o seu papel, o de evitar que a fragilidade e os sinais relacionados à idade continuem se acentuando – isso sem contar que ajuda a prevenir a evolução de um eventual câncer de pele.

Em uma live sobre vitamina C que fiz recentemente com o dermatologista Luis Pascoal (está gravada no meu perfil, vale assistir), ele reforçou enfaticamente esses pontos. Incorporar produtos com o ativo à rotina, segundo o especialista, é vantajoso independentemente da fase da vida em que você esteja. Então, se um produto com vitamina C cabe no seu bolso e se um passo a mais no ritual de cuidados se encaixa no tempo que você dispõe, vale investir, sim.

Apesar de poder ser aplicada tanto de dia como de noite (não há nenhum tipo de restrição), é melhor passar a sua vitamina C pela manhã, antes do hidratante e do filtro solar. Assim, a proteção contra os efeitos nocivos dos raios solares é potencializada e a agressão à pele causada por eles e por outros agentes externos diminui. 

E qual cosmético ou cosmecêutico comprar? As opções disponíveis no mercado podem ser à base de vitamina C pura (o ácido ascórbico) ou conter derivados ou precursores da substância (ascorbil fostafo de sódio, ascorbil palmitato, ácido ascórbico glicosilado, entre outros). A primeira é mais potente, porém mais difícil de estabilizar – e quanto melhor e mais estável o produto à base de vitamina C pura, mais caro ele costuma ser. Os do segundo grupo precisam ser metabolizados pelo organismo antes de se tornar aproveitáveis. Como pode haver perdas nessa transformação, sua ação costuma ser menos intensa, porém essas substâncias têm a vantagem de ser mais estáveis e mais fáceis de formular e, no geral, produtos que as incluem são mais baratos também. Na hora de escolher, cheque a lista de componentes e leve em conta essas equações. 

Para fechar: não se esqueça de conferir no rótulo se a concentração da vitamina fica entre 10 e 20%. Independentemente de a formulação trazer ácido ascórbico ou um precursor ou derivado, essa é a faixa considerada mais eficiente por estudos científicos.

Algumas sugestões: 

Avène A-Oxitive Sérum Defense Antioxydant (derivado), R$ 209,90, eau-thermale-avene.com.br

Creamy Skincare Sérum Facial Vitamina C (derivado), R$ 79, creamy.com.br 

Dermage Improve C 20 Sérum Antioxidante (derivado), R$ 239,90, dermage.com.br 

La Roche-Posay Active C 10 (vitamina C pura), R$139,90, larocheposay.com.br 

Quem Disse, Berenice? Skin.q Sérum Concentrado Antioxidante (derivado), R$ 119, quemdisseberenice.com.br 

Sallve Antioxidante Hidratante (derivado), R$ 89,90, salve.com.br

Skinceuticals C E Ferulic (vitamina C pura), R$ 299, skinceuticals.com.br

Skinceuticals Serum 10 (vitamina C pura), R$ 299, skinceuticals.com.br 

Vichy Liftactiv Aox Concentrate (vitamina C pura), R$ 199, vichy.com.br 

3 Shares:
3 comentários
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar:
Madeixas
Saiba Mais

Madeixas pra que te quero

A impossibilidade (ou cautela) de não ir ao cabeleireiro é motivo para olharmos para a mulher linda que existe debaixo das fartas madeixas.