A frase acima impacta. Essa questão foi levantada na série “Fundamentos do Prazer”, que estreou há pouco tempo no Nefflix. Vai rolar um spoiler aqui, mas vale muito a pena assistir. O que mais me chamou atenção nesta série, foi a questão da desigualdade. Achei que já tinha visto e ouvido tudo na vida, mas não, ainda temos esta palavra que permeia até nossa intimidade – desigualdade.

Fundamentos do Prazer

Entre estudos e pesquisas recentes sobre a sexualidade humana, a maior desigualdade entre os sexos está relacionada ao orgasmo feminino. Ainda! Intercepção é fundamental. Saber perceber os primeiros sinais de excitação pode ampliar esses sinais por cada vez mais tempo. Técnica fácil, aparentemente.

Qual o caminho?
Resposta: Normalizar a masturbação.
Conhecer o próprio corpo é vital para conquistar o percurso. Saber o que é bom e também o que não é bom. Conhecer seu corpo antes de apresentá-lo a alguém – esse é o caminho. A masturbação nos proporciona isso. Não há motivos para vergonha quanto ao seu próprio corpo.

Tenho disponível na Mais Prazer dois E-Books maravilhosos, elaborados em parceria com Jennifer Miatti, terapeuta tântrica e sexual: “Guia Definitivo da Masturbação Feminina” e “Guia da Masturbação Masculina”.

A série “Fundamentos do Prazer” conta com a participação de Erika Lust, diretora de cinema erótico, da qual venho acompanhando há alguns anos sua trajetória. Sou fã e indico mesmo!

Fundamentos do Prazer

Ser feliz com o que você tem também faz parte do processo. Se olhar no espelho focando apenas nas coisas boas que você vê em si. Esqueça os defeitos, fique no seu melhor sempre!

“Toys”, como gosto de chamar meus vibradores/massageadores, não substituem o toque e o estímulo humano, mas são ferramentas essenciais para quem não tem esta possibilidade.

Brinquedos sexuais são produtos de bem-estar
A ciência vem avançando neste sentido. Observando em como o sexo afeta nosso bem-estar e nosso senso de identidade. Mas como nossa história ainda está impregnada pelo tabu de que sexo e sujo e o prazer só é permitido para homens, nosso percurso ainda está longe de ser concluído. Mas vai!

Você pode ter prazer agora do jeito que está e como é. Como é possível? Sua mente. Nossa canalizadora. A principal porta do prazer sexual. Jogos mentais são excitantes. Saber usar as palavras certas no momento certo. Prazer envolve pele. Pele envolve estímulo. Estímulo envolve atividade cerebral. Tudo está interligado. Quando nosso cérebro recebe algum estímulo ele aciona uma resposta, quase um – gosto/não gosto.

O desejo e o prazer são adaptáveis e mudam ao longo da vida. Histórias instigam a mente, então uma boa leitura ou um áudio podem trazer inspiração para ativar sua sexualidade. Vale um “Kama Sutra” ou um “Peça-me o que quiser”. Nas sessões de terapia indico também algumas plataformas de filmes da Erika Lust, bem como a plataforma de áudios e contos eróticos como @prazertelapreta.

Pinturas eróticas, brinquedos eróticos, tudo contribui! Sexo é mental!
O prazer acontece no seu cérebro. Conexão mente-corpo é essencial para o desejo sexual. São mais de 85 milhões de neurotransmissores conectando sensações e reações pelo nosso corpo.

Fica a reflexão: Por que falar de prazer e tão difícil? Por que se comunicar consigo e com o outro é tão delicado? Todos queremos sentir prazer, seja como for. A comunicação faz parte do processo, sendo inclusive essencial.

O caminho está longe de acabar, então, abrace seus desejos e viva com mais prazer, uma das bases da minha marca @ssmaisprazer e do conceito do site maisprazer.com.br.

Prazer é saúde!

A propósito, como citado da série “Fundamentos do Prazer”: – “Prazer e justiça estão intrinsecamente ligados.” Me identifiquei, afinal sou também advogada. Tá explicado porque tenho tanto empenho em fazer justiça para que a humanidade aprenda a ter e dar prazer.

Se faz sentido para você, pode curtir, comentar, compartilhar!
Tem muita informação boa aqui no Inconformidades, bora!

Beijo
Adriana Almeida

0 Shares:
2 comentários
  1. Que delícia de artigo !!! Eu adoro a Erika Lust também e acho importante a informação ser mais acessível assim como você faz para vermos mais mulheres felizes e conhecedoras de seu íntimo ❤️

  2. Muito bom. E sei conselho já seguia: olhar e tocar as partes que nos agradam, que achamos bonitas e atraentes em nós mesmas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar:
Leila
Saiba Mais

Leila

Em uma aparição surpresa nesse site, vamos acompanhar um dia normal na vida de Leila. Seria esposa ou prostituta? E quem pode a condenar?
Saiba Mais

Amor sem medo

“Se você ama alguém, deixe-o livre. Se ele voltar, é seu. Se não, nunca foi.” Já conversou sobre relacionamento aberto com alguém?