Título contraditório, já que o que não temos atualmente é a nossa tão querida liberdade.
Liberdade física mesmo, de respirar sem máscara, de abraçar e beijar, de contatos calorosos.
Hoje, nos restou o desejo de tê-la.

Desejo é tudo aquilo que achamos que nos falta.
Mas é ele, o desejo, que nos movimenta. Dá cor a nossa vida.
É a partir dele que criamos estratégias para conseguir o que queremos, mesmo que por vezes não esteja claro.
Mas, quando ele aparece, aquela inquietude antes escondida nos faz sair do lugar.
Se não desejamos um futuro a partir do hoje caímos no limbo de uma existência sem sentido.
O desejo é, segundo Jung, “o caminho da vida”.

E o nosso desejo, onde ele se encontra?
Talvez seja maduro, não sei. Real, sim, com certeza; concreto.
Sempre bem servido, como um bom vinho, dando sabor a nossa vida.

São os nossos impulsos que movimentam o desejo.
E o que seria de nós sem nos deixar levar por eles vez ou outra…
São eles que nos dão a sensação de frio na barriga, quase adolescente, que nos impulsiona a experimentar.
A experimentar novos gostos, novos hábitos, novos estudos, novas leituras, novos trabalhos, novas amizades, novas formas de relacionar e de amar.
Desejo carregado de coragem.

Depois de identificado é importante nomeá-lo.
Porque nomear significa, elabora e transforma.
Traduz a ideia em ação.

Chamo a transformação do desejo em ação de transgressão.
Palavra forte, potente. Significa na verdade, ultrapassar barreiras.
Barreiras estas que, na maioria das vezes, foram aprendidas desde sempre e mantidas por nós mesmos.

E nós, inconformades daqui e todos que nos leem participam desta transgressão. A transgressão de falar e escrever o que pensamos, sentimos, acreditamos e aprendemos com menos filtro e sem pudor.

Essa força, a liberdade de desejar, nos faz crescer e evoluir como pessoas. E hoje em dia, acima de tudo, nos sustenta.

O desejo nos move, nos destrava, nos enche de significados. São os desejos que constroem nossa trajetória e o resultado deles guardamos na memória.

42 Shares:
5 comentários
  1. Muito bom.
    O desejo nos faz seguir em frente, acreditar. Se transforma mtas vezes em um sonho a ser realizado.
    Amo ler suas publicações.
    Bjss cunhada.

  2. Concordo plenamente: o Desejo é o combustível da aÇão. Um prazer te ler, como sempre. Obrigada por esse momento de prazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar:
Capô de fusca
Saiba Mais

Capô de fusca

Capô de fusca ou pata de camelo são expressões criadas para chamar o vinco das partes íntimas femininas que teima em aparecer na roupa.