“Bad Vegan”(no Brasil, “De Rainha do Veganismo a Foragida”), nova série da Netflix, segue a onda dos últimos crime-realities “Inventando Anna” e “O Golpista do Tinder”, e conta outra história surreal de um golpista atrevido que destrói tudo o que passa pelo seu caminho.

Bad Vegan

Ele, o algoz, entre nomes e empregos falsos, diz fazer parte de uma espécie de casta sobrenatural superior chamada Família (referência tão óbvia…), organização capaz de garantir aos dois -e ao pitbull Leon, xodó de sua amada- uma vida eterna de confortos e sucesso.

Ela, a suposta vítima, dona dos restaurantes de comida crua e vegana mais famosos de New York, Pure Food and Wine e One Lucky Duck, crédula fiel de todas as mentiras absurdas que o marido inventa com a cara mais limpa. Receita evidente para o desastre, o que de fato aconteceu.

Me impressiona demais a ingenuidade quase infantil dessas pessoas -aparentemente inteligentes e bem-sucedidas- que embarcam cegamente na lábia de estranhos desconhecidos, seduzidas por promessas vazias de um ideal fantasioso. Essa predisposição para a entrega sem referência.

Enquanto assistia, jurei nunca ser capaz de cair numa situação parecida, com toda força da minha esperteza latino-americana. Mas serão mesmo suficientes, intuição afiada e parca inclinação para a vulnerabilidade emocional, capazes de conter com êxito o magnetismo do charme de um mestre dos disfarces? Até que ponto conseguimos racionalmente repelir (e resistir) a oferta daquilo que desesperadamente estamos precisando? Difícil responder. E essa constatação é ainda mais assustadora que a série.

0 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar:
Mu dança
Saiba Mais

Mu dança

"Mu dança" faz referência a Gilberto Gil: traz a ideia de flexibilidade e leveza. Contra procrastinação, é preciso disciplina e compaixão.
A Filha Perdida
Saiba Mais

A absolvição de Leda

Apesar de Olivia Colman, “A Filha Perdida” não me conquistou de primeira. Precisei de uma nova tentativa pra chegar nas minhas entrelinhas.
Férias
Saiba Mais

Férias de mim

A velhice não acontece como planejamos. É bem mais pesado. Tem horas que não aguento ser eu mesma. Às vezes é preciso tirar férias da gente...