Eu sei, eu sei, texto sobre presentes de Natal de última hora soa como um super clichê, mas quem conseguiu se organizar minimamente nesse mês? Dezembro começou ontem!

Eu queria ter feito uma coluna bacana sobre rituais diários que nos dão conforto, falando principalmente sobre um hábito que adotei há anos, as velas. Não passo um dia sem acender. Aliás, uma noite. Virou mais do que um hábito, é um vício mesmo. Às seis horas acendo uma: se estou trabalhando, posto uma ao lado do meu computador. Se já dei um relax, acendo no quarto. Queimo sem dó. Velas nasceram para serem queimadas. E curtidas. 

Tenho apostado muito nas velas como presente, porque além de serem uma unanimidade (quem não ama ganhar uma?), elas acabam tendo um ótimo custo benefício. 

Claro, estou falando das nacionais, que deram um super upgrade nesses últimos anos, com matérias-primas de primeira e bons fixadores de aromas. E olha que já experimentei quase todas disponíveis por aqui.

Quem estiver com um orçamento mais folgado, mesmo com o dólar quase proibitivo, existem opções incríveis também. Já conto qual a importada que vale o investimento.

Das velas que podemos comprar agora, de última hora, eu apostaria nas da Les Lis Blanc (em São Paulo, meninas, eu sei que é fácil encontrar).

VELA DE ALECRIM DA LES LIS BLANC

Ganhei uma de Alecrim da Alê Levy que está quase no fim. Ela não deixa nada a dever a nenhuma importada: um super fixador de aroma, dura MUITO e perfuma um ambiente inteiro. Afinal, é isso que queremos né?

Também estou apaixonada pelas velas da Santa Pele (eu sei que vendem online), marca vegan bacanérrima da Carol Filgueiras, que cuida dessa linha pra wellness com amor de mãe. A Santa Pele @santapeleoficial é uma linha de produtos do spa do Hotel Emiliano, em São Paulo, que de tão requisitada ganhou vida própria.

A Carol acabou de lançar, em parceria com a Wai Wai Rio (outra marca carioca super hype), uma nova linha de velas que…uau! Além de tomarem conta do ambiente, vêm em uma espécie de cesto de bambu mais do que charmoso. Essas são um presente mais especial, tipo “vou impressionar”, mas perfumam mais do que uma Jo Malone. E muito mais descoladas.

@santapeleoficial em parceria com a @waiwai.rio

Uma opção mais acessível e não menos charmosa são as velas da Pavio De Vela @paviodevela. Eu amo a “Madeira”, que tem um cheiro mais masculino (adoro), e uma fixação bem bacana. Acho que eles também vendem online, claro.

Para quem gosta de presentes com significado, minha amiga querida Juliana Toledo @julianatoledolines acabou de lançar as Luminous Living Candles, inspiradas nos preceitos da Cabala. Foi ela quem me apresentou meu marido, e dela eu ganhei a vela “Alma Gêmea”. Que assim seja, Ju!

Agora… a minha favorita da vida, que anda beeeem carinha por conta do euro, é a vela da Maison Trudon de Paris, Ernesto.

O nome foi inspirado em Che Guevara, apelido de Ernesto Guevara, e o perfume dela, juro, não consigo explicar. Um misto de couro e tabaco, super sexy, amadeirado, que dura horas e horas no lugar em que você acende e torce pra não acabar. Sabe quando vocês se transportam pra Shangrilá? É essa a sensação da Ernesto.

A embalagem é tão maravilhosa que uso agora como porta pincéis. 

Uma obra prima essa vela.

@TRUDON NA @DOMINIQUE_BEAUTE

Fico imaginando o que Che Guevara pensaria se soubesse que existe uma vela parisiense inspirada no seu nome, com o preço de mais ou menos cem euros. A ironia não é deliciosa?

A Dominique Beauté @dominique_beauté é uma das lojas mais incríveis de São Paulo, tem as velas da Maison Trudon. Para quem pensa em investir, vale cada centavo.

Eu já queimei todas elas, e amo cada uma – tanto que não me desfaço dos potes. Prometo fazer depois uma resenha das importadas mais baratinhas (existe isso agora?), mas como minha ideia era dar dicas de um presente legal de Natal, vou parar por aqui.

E se não for presentear ninguém, se dê um mimo. Compre uma vela, acenda quando escurecer, abra um vinho, se conecte com uma trilha sonora das boas (dica: John Coltrane no Spotify) e relax.

Todos, todos nós merecemos isso agora.

Um beijo e Feliz Natal, meus queridos e queridas!

1 Shares:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar:
Saiba Mais

Órfã

Encontrei um bairro inteiro às escuras, depois que saí da sua casa. Da guarita, o porteiro me informa…
Capô de fusca
Saiba Mais

Capô de fusca

Capô de fusca ou pata de camelo são expressões criadas para chamar o vinco das partes íntimas femininas que teima em aparecer na roupa.